País

Incêndio na zona industrial de Castelo de Paiva provoca danos elevados em 8 empresas

OCTÁVIO PASSOS

Meios dos bombeiros ainda permanecem no local em operações de rescaldo, depois de várias horas de combate ao fogo.

O incêndio que deflagrou na segunda-feira à tarde na Zona Industrial de Castelo de Paiva provocou danos avultados em oito empresas, de vários setores de atividade, adiantou esta terça-feira fonte dos bombeiros, que sublinhou a inexistência de feridos.

Segundo a fonte, os meios dos bombeiros ainda permanecem no local em operações de rescaldo, depois de várias horas de combate ao fogo que afetou uma zona conhecida como Centro de Apoio à Criação de Empresas (CACE) do Vale do Sousa.

Na segunda-feira, quando decorria o combate às chamas, o comandante da corporação de Castelo de Paiva, Joaquim Rodrigues, disse à Lusa que a elevada quantidade de materiais inflamáveis nas instalações das empresas constituía a principal dificuldade no trabalho dos bombeiros, que chegaram a ter no local cerca de 170 efetivos, apoiados por 54 viaturas, de várias corporações da região.

Os bombeiros conseguiram salvar dois pavilhões, assinalou fonte daquela corporação do distrito de Aveiro.

Fonte da Câmara de Castelo de Paiva disse que as empresas afetadas pelo incêndio estão ligadas aos setores do calçado, marroquinaria e panificação.

Os trabalhadores das fábricas que arderam estão muito apreensivos, cerca de 500 pessoas veem os postos de trabalho em risco.

Uma das empresas, que emprega cerca de 300 pessoas, preparava-se para mudar de instalações, mudança que iria começar no final da semana, depois de ter estado três meses em lay-off e o último turno ter regressado há poucos dias. Neste momento todo o equipamento está destruído e há uma grande apreensão por parte dos trabalhadores, como conta a jornalista Catarina Lázaro.

Para a manhã desta terça-feira está prevista uma reunião da autarquia sobre a situação das empresas e dos trabalhadores com representantes do Instituto de Emprego e Formação Profissional, organismo que tutela o Centro de Apoio à Criação de Empresas.

As chamas foram detetadas cerca das 18:30 de segunda-feira num pavilhão industrial e pelas 22:00 o incêndio foi dado como dominado.