País

Mulher que desapareceu após ter alta do Hospital de Cascais foi encontrada morta

Tinha Alzheimer e problemas respiratórios, mas a família não foi avisada da alta médica.  

A mulher que desapareceu na madrugada de sábado, depois de ter tido alta do Hospital de Cascais, foi encontrada morta.

Francisca Fernandes, de 66 anos, era seguida no Hospital de Cascais há mais de sete anos.

A família acusa a unidade hospitalar de negligência e diz não compreender como deram alta a uma paciente que não tinha condições para sair sozinha, a meio da noite, sem ter avisado qualquer familiar.

À SIC, o hospital diz que "cumpriu, desde a entrada até à saída da utente, todos os procedimentos clínicos estabelecidos, que incluem contactos a familiares de doentes com alta médica quando estes cumprem os critérios previstos para essa situação."