País

Dois feridos no combate às chamas em Cascais

Manuel Guerra

Uma casa e um carro foram destruídos pelo fogo.

Um incêndio deflagrou esta quinta-feira à tarde numa zona de pinhal na localidade de Alvide, em Alcabideche, concelho de Cascais.

O fogo, que chegou a atingir o topo de dois prédios, foi entretanto dado como dominado.

Um bombeiro e um morador sofreram ferimentos ligeiros e várias pessoas foram obrigadas a sair das respetivas habitações, sendo que pelo menos uma casa e um carro foram destruídos pelas chamas.

Além destes estragos, pelo menos oito apartamentos ficaram inabitáveis, revelou o autarca de Cascais, Carlos Carreiras, e haverá, por isso, necessidade de realojar várias pessoas.

O combate às chamas contou, a determinada altura, com o apoio de sete meios aéreos, quase 300 operacionais e perto de uma centena de viaturas.

O alerta para o fogo foi dado às autoridades pouco depois das 18:00.

Foram muitos os moradores que ajudaram as corporações de bombeiros no combate às chamas:

Uma moradora de Alvide disse à SIC Notícias que teve de fugir de casa, juntamente com a família, quando viu o fogo a aproximar-se da sua habitação.

"Toda a periferia da minha casa está a arder"

"Toda a periferia da minha casa está a arder" e já "perdi alguns bens materiais", explicou um outro morador à SIC Notícias. Conta que foram precisos apenas "cinco minutos" para que as chamas se aproximassem dos seus terrenos.

Portugal em situação de alerta devido ao risco de incêndio

O Governo declarou esta quinta-feira a situação de alerta em Portugal Continental devido às previsões meteorológicos para os próximos dias que apontam para um "significativo agravamento do risco de incêndio rural".

O Ministério da Administração Interna (MAI) avança em comunicado que a situação de alerta abrange o período compreendido entre as 00:00 de sexta-feira e as 23:59 de sábado.