País

Noite de forte trovoada. Mais de 70 ocorrências registadas

Vídeos mostram a dimensão dos trovões.

Na última noite, fortes trovões iluminaram o céu, acompanhados de chuva forte e preocupação com o risco de incêndios, que aumenta com as trovoadas.

A Proteção Civil registou até ao início da manhã 76 ocorrências, muitas relacionadas com a trovoada que se fez sentir durante a noite e provocou dezenas de ignições, sobretudo nos distritos de Castelo Branco, Santarém, Lisboa e Setúbal.

DR

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) previa chuva e trovoada para esta terça-feira, especialmente no interior do país.

Segundo disse à agência Lusa fonte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), a região centro do país foi a mais afetada, com 16 ignições de incêndio registadas em Castelo Branco. Registaram-se ainda oito em Santarém, cinco em Lisboa e outras cinco em Setúbal.

"Estas ignições foram devido à trovoada que se fez sentir, e que foram fazendo dispersar os meios ao longo dos vários distritos, mas felizmente só há a registar danos materiais de floresta", disse à Lusa o comandante Carlos Pereira, da ANPC.

O responsável disse ainda que, pelas 08:00, a ocorrência que merecia mais atenção era o incêndio de Vila Velha de Ródão, em Castelo Branco, onde segundo o site da ANPC estavam 56 homens, acompanhados de 14 viaturas.

"Os trabalhos estão a decorrer favoravelmente e, dentro de pouco tempo, será dominado o incêndio", acrescentou o responsável, sublinhando que não houve outros danos à exceção dos florestais, por causa das ignições.