País

Fiscalização da ferrovia é quase nula. Há 6 técnicos para fiscalizar comboios, metro e rede ferroviária

Segurança dos comboios e da ferrovia está praticamente sem fiscalização há vários anos.

A Autoridade Nacional de Segurança Ferroviária só tem seis técnicos para fiscalizar todos os comboios, metro e rede ferroviária nacional. Há cinco anos chegou a estar autorizada a contratação de 100 novos fiscais, mas foi anulada pelo ministro Pedro Marques.

O jornal Correio da Manhã conta que teve acesso a um relatório de setembro de 2019 onde se revela que durante todo o ano de "2018, não foi possível realizar qualquer auditoria à aplicação do Sistema de Gestão de Segurança das Empresas Ferroviárias ou do Gestor da Infraestrutura".

Já o "Plano de Supervisão 2020" do IMT revela o que está acontecer:

"O número de técnicos tem-se revelado reduzido para a execução plena de todas as competências atribuídas à Autoridade Nacional de Segurança Ferroviária."

Só ferrovia são de 2500 quilómetros, tirando as linhas de metro e mais de quatro mil composições ferroviárias.