País

Governo ordena abertura de inquérito a queda de Canadair no Gerês

ARMÉNIO BELO

Avião preparava-se para descarregar água quando se despenhou.

O ministro da Administração Interna ordenou a abertura de um inquérito ao acidente com o avião Canadair no Gerês que resultou na morte de um dos pilotos. Jorge Jardim tinha 65 anos e participava no combate ao incêndio que deflagrou por volta das 05h00.

O copiloto ficou ferido com gravidade, mas estará livre de perigo.

Uso de Canadair levanta questões

O uso de Canadair em zonas como o Parque Nacional Peneda-Gerês está a levantar questões para alguns especialistas. O presidente do Centro de Estudos e Intervenção em Proteção Civil fala em riscos acrescidos para este tipo de meios.

O avião, alugado à empresa Babcock, integrava o dispositivo de combate a incêndios do Centro de Meios Aéreos de Castelo Branco.

Despenhou-se depois de ter reabastecido

O aparelho caiu já no lado espanhol, a dois quilómetros da zona de fronteira. Despenhou-se às 11h20, depois de ter reabastecido o depósito de água. No momento do acidente, o Canadair estava ao serviço há quase três horas e já tinha feito várias descargas.

Este é já o quinto acidente mortal a envolver operacionais que - esta época - participaram no combate ao fogo.

Incêndio deflagrou de madrugada

O incêndio no Parque Nacional Peneda Gerês, na freguesia de Lindoso, Viana do Castelo, deflagrou esta madrugada e está a ser combatido por bombeiros e meios portugueses e espanhóis.

Pelas 20h00, segundo a página da Proteção Civil, o fogo estava a ser combatido por 149 bombeiros apoiados por 5 meios aéreos.

  • 2:34