País

Mulher dá entrada no hospital de Penafiel após ter sofrido aborto e queimado o feto

O caso foi encaminhado para o Ministério Público.

Uma mulher entrou no hospital de Penafiel, alegando ter sofrido um aborto, queimado o feto e espalhado as cinzas no quintal da casa, disse à Lusa a GNR, indicando que a ocorrência foi encaminhada para o Ministério Público.

Segundo a fonte, o caso foi comunicado ao posto da GNR de Penafiel pela unidade hospitalar, no dia dos factos.

A mulher, de 30 anos, residente em Carvalhosa, Paços de Ferreira, deu entrada no hospital, às 18:00, de quarta-feira, indicando que o aborto fora espontâneo e ocorrera no sábado.

A mulher encontra-se internada na unidade hospitalar.

Segundo a GNR, compete agora ao Ministério Público indicar os trâmites do caso.

  • Um Presidente sem tempo a perder

    Opinião

    Donald Trump foi o pior Presidente dos EUA em 90 anos. Joe Biden tem o maior desafio do último século americano - mas está, nestes primeiros dias, a mostrar que pode estar à altura do que a maioria clara lhe pede.

    Germano Almeida