País

Começou a ser julgado empresário chinês acusado de mandar atear incêndio em prédio do Porto

Incêndio provocou a morte de um homem de 55 anos.

Começou esta quarta-feira o julgamento do empresário chinês, Chenglong Li, suspeito de mandar incendiar um prédio no centro histórico da cidade do Porto, em Março de 2018.

Para além do empresário, estão a ser julgados mais cinco arguidos. Três portugueses, a esposa do empresário e a firma de ambos.

Estão acusados de extorsão, incêndio, branqueamento de capitais, homicídio consumado e cinco tentativas de homicídio.

O incêndio provocou a morte de um homem de 55 anos.