País

Frente de incêndio "horrível" em Oleiros já está perto do Rio Zêzere

PAULO CUNHA

Município está a estudar a eventual retirada de pessoas.

O incêndio que deflagrou em Proença-a-Nova no domingo e que lavra esta segunda-feira com intensidade em Oleiros já está próximo do Rio Zêzere, afirmou o presidente da Câmara.

"Está uma frente horrível na zona de Pisoria, já perto do Rio Zêzere", disse à agência Lusa o presidente da Câmara de Oleiros, Fernando Marques Jorge.

Segundo o autarca, o município está a estudar a eventual retirada de pessoas devido ao incêndio, salientando que, até ao momento, não há feridos civis a registar.

Incêndio com perímetro de mais de 55 quilómetros

O rio Zêzere, que passa no norte do concelho de Oleiros, delimita, naquela zona, os distritos de Castelo Branco e Coimbra (concelho de Pampilhosa da Serra).

O fogo que deflagrou em Proença-a-Nova no domingo alastrou aos concelhos de Castelo Branco e Oleiros, sendo neste último município que as atenções da Proteção Civil estavam focadas hoje ao final da manhã.

Combate está a ser dificultado pelo vento forte

O incêndio, que queimou quase 2.300 hectares em menos de três horas no seu início, conta com um perímetro de mais de 55 quilómetros, afirmou hoje o Comandante Operacional de Agrupamento Distrital do Centro Sul, Luís Belo Costa, referindo que durante a noite e a manhã foi impossível fazer combate direto à cabeça de incêndio.

Devido às dificuldades no terreno, a Proteção Civil está focada na defesa de pessoas e bens, bem como no combate nos flancos do fogo, por forma a conseguir combater diretamente a linha de propagação ao final da tarde ou início da noite de hoje.