País

Migrantes que desembarcaram em Faro já foram encontrados pelas autoridades

Tinham fugido pelo areal depois de desembarcarem na ilha Deserta.

A Polícia Marítima e a GNR encontraram o grupo de 30 migrantes que esta terça-feira tinha desembarcado ilegalmente na ilha Deserta, em Faro, tendo sido vistos por pessoas que estavam na praia.

Do grupo fazem parte maioritariamente homens, havendo também três mulheres, uma das quais está grávida, e uma criança. Terão partido de Marrocos e fizeram a viagem numa embarcação de madeira.

O grupo seguirá de autocarro para a Base de Apoio Logístico de Quarteira, onde será sujeito à realização de testes de despiste à covid-19, prevendo-se que seja depois entregue ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

No local estiveram pelo menos 18 elementos da Polícia Marítima, apoiados por quatro embarcações e outros meios. Na operação estiveram também envolvidos elementos da Unidade de Controlo Costeiro da GNR.

O último caso envolvendo um desembarque de migrantes na costa algarvia ocorreu em julho, quando um grupo de 21 homens, alegadamente marroquinos, desembarcaram na Ilha do Farol, também no concelho de Faro.

  • 3:20