País

Governo contrata mais 1.500 assistentes operacionais para as escolas

Anúncio foi feito pelo primeiro-ministro.

António Costa anunciou esta sexta-feira a contratação de mais 1.500 assistentes operacionais para as escolas.

O primeiro-ministro quis tranquilizar as famílias, dizendo que está a ser feito “o maior esforço” para que os recursos humanos nos estabelecimentos de ensino sejam reforçados.

O primeiro-ministro afirmou ainda que está a ser terminada a revisão da portaria dos rácios que define o número de auxiliares que cada escola tem de ter, dizendo que deverá ser fixado num número superior.

A garantia foi dada durante a visita de António Costa à Escola Secundária de Alcochete, que acontece antes da reunião do gabinete de crise da covid-19, convocada de urgência para esta sexta-feira.