País

Delegados do Chega chumbam novamente lista da direção apresentada por Ventura

NUNO VEIGA

"A Convenção Nacional não poderá ser dada por terminada sem que seja regularmente eleita a lista da direção nacional", estipula artigo 3.º do regulamento eleitoral nacional do partido.

Apesar de André Ventura ter dito que esperava que a segunda proposta para a direção do partido fosse aprovada, tal não aconteceu. Os delegados do Chega voltaram a chumbá-la.

Desta vez, 219 militantes votaram a favor da segunda proposta de Ventura e 121 contra, segundo os resultados proclamados pela Mesa da reunião magna, ou seja, a lista ficou aquém dos dois terços necessários previstos nos estatutos.

Ainda antes do almoço, votaram 378 delegados do total de 510 inscritos, com 183 a favor, mas com 193 a rejeitaram a lista para a direção nacional. Houve ainda um voto branco e um nulo.

Segundo o artigo 3.º do regulamento eleitoral nacional do partido nacional populista, se não for obtido o voto de dois terços dos delegados "deve o presidente eleito da direção nacional submeter nova lista, no prazo máximo de duas horas, aos delegados eleitos à Convenção Nacional, para votação no menor espaço de tempo possível".

"A Convenção Nacional não poderá ser dada por terminada sem que seja regularmente eleita a lista da direção nacional", estipula ainda o mesmo artigo.

André Ventura anunciou que vai pedir a suspensão dos trabalhos da Convenção para apresentar uma nova lista da direção do Chega.

"Eu pedirei ao presidente da Mesa que suspenda novamente os trabalhos e apresentarei uma nova lista", anunciou o deputado único e candidato presidencial.

Por parte da plateia há muita insistência para que não abdique da liderança do partido. Interromperam-no várias vezes com gritos pelo seu nome e pedidos.

"Ventura vai em frente, tens aqui a tua gente", ouviu-se na tenda que alberga o evento.

André Ventura foi reeleito em diretas há escassas duas semanas com 99% dos votos dos militantes.

O jornalista Afonso Guedes faz o ponto de situação no II Congresso Nacional do Chega e o jornalista Pedro Coelho, que também está a acompanhar o congresso, faz uma análise dos últimos acontecimentos.

Presidente da Mesa "preparado para vários dias" em Évora até ser aprovada "lista do André"

O presidente da mesa da Convenção Nacional do Chega, Luís Graça, disse aos participantes na iniciativa que está "preparado para estar vários dias" em Évora a aguardar a aprovação de lista do presidente do partido.

"Estou preparado para estar aqui vários dias até aprovarmos a lista do André", afirmou o mesmo responsável, em cima do palco, ao microfone, na II Convenção Nacional do Chega.

Luís Graça deixou este alerta perante os poucos delegados que ainda permaneceram na sala depois de a proposta de lista para a direção nacional do presidente do partido ter sido chumbada pela segunda vez.