País

Polícias que balearam mulher em S. João da Madeira deverão alegar que cumpriram lei

A vítima era namorada do assaltante que alegadamente estava a tentar roubar um carro.

Os polícias que dispararam sobre uma mulher em São João da Madeira vão alegar que cumpriram a lei. A vítima, que acabou morrer, estava acompanhado por um homem e estariam a tentar roubar um automóvel.

O assatante é um ex-recluso que continua fugido às autoridades.

Estariam a tentar furtar uma viatura quando foram abordados pela polícia.