País

PJ detém cidadão português para extraditar para França

Suspeito de crime de violação fica em prisão preventiva até ser extraditado para França.

A Polícia Judiciária (PJ) informou hoje que deteve um cidadão português, procurado pelas autoridades francesas, que vai aguardar em prisão preventiva até ser extraditado para França.

"A Polícia Judiciária, através da Unidade de Informação Criminal, localizou e deteve, na zona da grande Lisboa, um cidadão nacional, procurado pelas autoridades francesas desde novembro de 2017", informa num comunicado.

Neste sentido, acrescenta a nota de imprensa, a PJ dá "cumprimento ao mandado de detenção europeu, emitido por aquelas autoridades" da França, país para "onde vai ser extraditado".

Segundo o mesmo comunicado, trata-se de "um homem de 55 anos, suspeito da prática de um crime de violação, punível com pena máxima de 15 anos de prisão".

O detido foi presente ao Tribunal da Relação de Lisboa, tendo sido determinada, como medida de coação, a prisão preventiva, ficando a aguardar pelo processo de extradição.