País

Último dos migrantes fugitivos tem 21 anos e está a ser procurado em Portugal e em Espanha

Seria o outro lado da fronteira que estava na mente de todo o grupo, quando os migrantes decidiram a fuga do quartel militar, em Tavira.

Continua a monte um dos migrantes marroquinos que fugiram do quartel militar de Tavira.

A vigilância mantém-se, em especial na zona de fronteira, já que o objetivo da fuga seria chegar a Espanha. Os restantes 16 homens estão, de novo, à guarda do SEF.