País

As reações ao discurso do Presidente da República no 5 de Outubro

PSD diz que foi apelo à negociação do orçamento do estado.

O 5 de Outubro foi mais uma oportunidade para o Presidente da República avisar que Portugal tem pela frente uma grave crise económica e que não se pode dar ao luxo e desperdiçar os fundos europeus. Os partidos concordam com o essencial do discurso do Presidente da República.

PSD e CDS defendem a aplicação correta dos fundos europeus e dizem que o alerta do Presidente sobre o perigo das ditaduras deve servir de aviso a todos os portugueses.

Os dois partidos acreditam que os fundos europeus vão ser determinantes na recuperação da economia e Marcelo avisa que só é possível se o interesse coletivo falar mais alto que o interesse pessoal.

Num contexto de crise em várias frentes, Marcelo apelou à convergência entre quem se senta à mesa das decisões. O Bloco de Esquerda exigiu que o diálogo tenha resultados, já o PCP não reagiu ao discurso do chefe de Estado.