País

Manuel Godinho começa a ser julgado por crime de fraude fiscal

PAULO NOVAIS

Crime terá lesado o Estado em 330 mil euros.

Manuel Godinho começa esta terça-feira a ser julgado no Tribunal de Aveiro.

Em causa está um crime de fraude fiscal que terá lesado o Estado em cerca de 330 mil euros, entre 2010 e 2011.

Além de Manuel Godinho estão também acusados outros três arguidos e uma sociedade.

Segundo o despacho de pronúncia, o esquema terá passado pela emissão de faturas falsas para obter vantagens fiscais indevidas em termos de impostos.

Manuel Godinho é também o principal arguido no processo Face Oculta e já foi condenado a 12 anos de prisão por 49 crimes que incluem associação criminosa e corrupção.

O arguido recorreu para o Tribunal da Relação, estando a aguardar a decisão.