País

Dia de vitória para os habitantes de São Pedro da Cova

Mais de 120 mil toneladas de resíduos perigosos provenientes da Siderurgia Nacional vão ser removidas.

Há 20 anos, nas antigas Minas de Carvão de São Pedro da Cova, foram depositadas milhares de toneladas de resíduos perigosos provenientes da Siderurgia Nacional, que laborou na Maia entre 1976 e 1996. Desde então que a população exigia a retirada destes resíduos.

Depois de anos de impasses, a primeira fase de retirada dos resíduos perigosos decorreu entre 2014 e 2015. Em sete meses de operação foram removidas mais de 105 mil toneladas. A segunda fase arranca esta segunda-feira e deverá terminar no final de 2021.

Cerca de 125 mil são as toneladas que ainda faltam retirar dos terrenos que foram entretanto expropriados pela autarquia de Gondomar. O futuro dos terrenos das antigas minas de Carvão passa pela criação de um museu e de um parque de lazer.