País

Quebra de receitas e donativos no Santuário de Fátima ronda os 50%

Contas do Santuário não são públicas há 14 anos, mas o Episcopado afirma que vai revelá-las assim que Estado e Santa Sé encerrem o diferendo sobre a concordata quanto à matéria tributável.

A quebra de receitas e donativos no Santuário de Fátima é de cerca de 50% por causa de redução do número de peregrinos.

Quanto às contas do Santuário, em concreto, e que há 14 anos não são publicamente divulgadas, o Episcopado afirma que vai revelá-las assim que Estado e Santa Sé encerrarem o diferendo sobre a concordata quanto à matéria tributável.

Porém, o impacto da pandemia nas contas abrange toda a Igreja e a Conferência Episcpal vai organizar uma cimeira das dioceses para avaliar a crise.

Veja também: