País

Conselho Superior da Magistratura conhecia suspeitas contra Bacelar Gouveia

O candidato a juiz do Supremo Tribunal e professor universitário é suspeito de corrupção.

As suspeitas contra o constitucionalista Jorge Bacelar Gouveia já eram do conhecimento do Conselho Superior da Magistratura, que recebeu uma carta anónima a denunciar que o professor de Direito estava a ser investigado por corrupção e tinha sido alvo de processos disciplinares na Universidade Nova.

O antigo deputado do PSD e atual Presidente do Conselho Fiscal da Ordem dos Advogados terá sido apanhado em escutas no chamado processo Tutti Frutti.

Bacelar Gouveia é um dos candidatos a juiz do Supremo Tribunal de Justiça.