País

Carlos Alexandre acredita que modelo da colaboração premiada acabará por se impor em Portugal 

Os acordos com os arguidos que optem em colaborar com a Justiça são "o caminho", defende.  

Carlos Alexandre defende que, mais tarde ou mais cedo, também em Portugal será possível compensar os arguidos que optem por colaborar com a Justiça.

O juiz do DCIAP - Departamento Central de Investigação e Ação Penal - não tem dúvidas que a colaboração premiada é o caminho a seguir no combate à corrupção.