País

Cardeal de Lisboa vê com serenidade declarações do Papa sobre lei de união civil que proteja homossexuais

O Papa Francisco, num documentário lançado esta quarta-feira, defende que "homossexuais têm o direito de pertencer a uma família" por serem também "filhos de Deus".

Em "Francesco", um documentário de Evgeny Afineevsky, um produtor russo residente nos Estados Unidos, exibido esta quarta-feira, o Papa Francisco fez afirmações que estão a causar controvérsia no seio da Igreja Católica.

O Papa defende que os homossexuais devem ser protegidos pela lei de união civil: "Os homossexuais têm o direito de pertencer a uma família. Eles também são filhos de Deus (...). O que temos de ter é uma lei de união civil, dessa forma estarão legalmente protegidos."

À SIC, a Conferência Episcopal Portuguesa reforçou que dificilmente a Igreja vai considerar a união entre duas pessoas do mesmo sexo. No entanto o Cardeal Patriarca de Lisboa vê com serenidade declarações do Papa.