País

Nova administração assume funções no Hospital da Guarda 

MIGUEL PEREIRA DA SILVA

Presidente cessante foi informada sexta-feira da nomeação do sucessor

João Barranca de 44 anos sucedeu à médica Isabel Coelho na liderança da saúde na região da Guarda.

João Barranca e Isabel Coelho

João Barranca e Isabel Coelho

O diretor de exploração para a Região Centro do Serviço de utilização Comum dos Hospitais (SUCH) estava indicado há meses para o lugar de presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda, mas só esta segunda-feira assumiu funções.

Duas semanas depois da SIC ter mencionado que a administração cessante estava há dez meses em gestão corrente, os Ministérios da Saúde e das Finanças assinaram na sexta-feira o despacho conjunto de nomeação. Isabel Coelho foi ainda nesse dia informada que tinha cessado funções e aceitou o agendamento de uma reunião de passagem de testemunho.

O encontro aconteceu na manhã deste dia 2 de novembro, dia dos fiéis defuntos, no edifício sede. O encontro informal serviu para apresentar cumprimentos e trocar impressões sobre os principais dossiers da instituição de saúde, designadamente sobre a resposta da unidade de segunda linha na região centro para a covid-19.

Administração nova mas pouco

Além de João Barranca, a tutela reconduziu a diretora clínica Fátima Cabral e a enfermeira diretora Nélia Faria e escolheu ainda o médico António Serra para a direção dos cuidados de saúde primários, bem como António Monteirinho, atual presidente da concelhia socialista da Guarda, para vogal executivo.

O antigo presidente da Câmara de Celorico da Beira José Monteiro voltou a ser indicado como vogal pela Comunidade intermunicipal (CIM) Beiras e Serra da Estrela.

  • 1:44