País

Jerónimo diz que "não está a prazo", deixa avisos ao PS e lança farpas ao BE

Jerónimo de Sousa reeleito secretário-geral do PCP este fim de semana.

No último dia de Congresso do PCP, Jerónimo de Sousa avisou o Partido Socialista de que não existe alternativa política no país sem o PCP.

Reafirmou disponibilidade para o diálogo com o PS. Criticou o Bloco de Esquerda por desistir do Orçamento do Estado para 2021 e os críticos do Congresso.

O secretário-geral comunista, reeleito este fim de semana com um voto contra, garantiu ainda que não está a prazo na liderança do partido. Entrou no quinto mandato e no 17.º ano à frente do PCP.