País

Concurso para obra na Ponte Luiz I que liga Porto e Gaia recebeu nove propostas

ESTELA SILVA / LUSA

Para reparação do tabuleiro inferior da ponte.

O concurso público para reparação do tabuleiro inferior da ponte Luiz I, que liga o Porto e Gaia, recebeu nove propostas, estando a decorrer a fase de avaliação e validação das mesmas, revelou hoje a Infraestruturas de Portugal (IP).

O concurso foi lançado em 09 de outubro, tendo tido os interessados o prazo de um mês para apresentar propostas.

Em resposta enviada à Lusa, a "Infraestruturas de Portugal informa que foram entregues nove propostas", acrescentando que "decorre agora a fase de avaliação e validação das mesmas".

De acordo com o anúncio publicado em outubro em Diário da República (DR), a obra a realizar no tabuleiro inferior da ponte sobre o rio Douro que liga as duas cidades à cota baixa tem um valor base de 3,8 milhões de euros e o prazo da sua execução é de um ano.

A obra chegou a ser lançada em 2019 por um valor de dois milhões de euros, mas o concurso ficou deserto.

Já em 07 setembro deste ano, o Governo autorizou a IP a quase dobrar, para os 3,8 milhões de euros, o montante para a reparação do tabuleiro.

Fonte oficial da IP disse então que o novo valor teve em conta não só o facto de o anterior concurso ter ficado deserto, mas também a exigência de trabalhos adicionais por parte da Direção Geral do Património Cultural.

A ponte está classificada como imóvel de interesse público desde 1982 e insere-se no Centro Histórico do Porto, zona classificada como Património Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO, na sigla em inglês).

O processo para reparação do tabuleiro à cota baixa da ponte Luiz I prevê a substituição integral da laje do tabuleiro, incluindo passeios.

A isto soma-se a introdução de sistema de travamento longitudinal e o reforço dos banzos superiores das vigas, diagonais e montantes por adição de chapas de aço, acrescentou a IP.

Prevê-se ainda a manutenção dos aparelhos de apoio, substituição das juntas de dilatação, reparação das portas de acesso aos encontros e reabilitação dos serviços afetados.