País

Projeto "EGUARD" monitoriza idosos sozinhos ou isolados através de teleassistência na Guarda

Paulo Gabriel

Paulo Gabriel

Repórter de Imagem

Idosos receberam um aparelho com botão de pânico com cartão de telemóvel.

A GNR da Guarda já tem no terreno um projeto piloto de teleassistência a idosos sozinhos e isolados que monitoriza cerca de cem pessoas no distrito da Guarda.

A cada utilizador basta acionar um botão para ter resposta ao pedido de socorro e quem foi sinalizado respira de alívio.

Os idosos receberam um aparelho com botão de pânico com um cartão de telemóvel e a sala de situação da GNR recebe alertas e aciona meios de socorro.

Se os aparelhos se mantiverem inativos mais de 12 horas, os militares tomam a iniciativa de contactar os idosos sinalizados.

A Guarda é, depois de Vila Real, o segundo distrito mais problemático do país com 4.522 idosos sozinho ou isolados.