País

Enfermeiros precários sentem-se desvalorizados e pedem contratos efetivos

Na unidade local de saúde do Baixo Alentejo existem cerca de 50 enfermeiros com vínculo precário.

Numa conferência de imprensa em Beja, o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses pediu esta quarta-feira contratos efetivos para os enfermeiros com vínculo precário.

Segundo o sindicato, a legislação produzida pelo Governo em outubro não resolve, nem regulariza os vínculos precários dos enfermeiros. Ao longo desta tarde, o sindicato estará reunido com os enfermeiros no Hospital de Beja para discutir o problema da precariedade.