País

Cerca de 200 pescadores em protesto em Aveiro

Eurico Bastos

Eurico Bastos

Repórter de Imagem

Apanhadores de marisco revoltados com a proibição de pescar numa das principais zonas de produção de bivalves da ria de Aveiro.

Dezenas de pescadores de marisco da Torreira concentraram-se esta sexta-feira de manhã em frente à capitania do porto de Aveiro.

Estão revoltados com a proibição de apanhar bivalves em grande parte da ria, devido à presença de toxinas na água. Temem que a proibição venha a ser definitiva e não possam voltar a pescar naquela zona.

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia