País

Polémica com procurador europeu. "Sucessão de trapalhadas colocam em causa imagem da Justiça"

Carlos Almeida, presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça, na Edição da Tarde, da SIC Notícias.  

Francisca Van Dunem tem estado no centro de uma polémica após a notícia que dava conta que, numa carta enviada para a União Europeia, em 2019, o Governo apresentou dados falsos sobre o magistrado preferido do Executivo para procurador europeu, José Guerra - após indicação do Conselho Superior do Ministério Público -, depois de um comité de peritos ter considerado Ana Carla Almeida a melhor candidata para o cargo.

Carlos Almeida diz que está em causa a imagem da Justiça com esta polémica e considera que a ministra da Justiça não tem condições para continuar no cargo.

Na SIC Notícias, o presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça fala num "acumular de situações, casos e trabalhadas" de Francisca Van Dunem, que deixam perceber "um total desrespeito pelo Estado de Direito Democrático". Afirma mesmo que a ministra "encontrou sempre razões instrumentais para não cumprir a lei".

"Temos uma sucessão de casos e trapalhadas que colocam em causa a imagem da Justiça, não só a nível interno, mas agora também a nível externo"

Carlos Almeida critica a falta de explicações da parte de Francisca Van Dunem, mas afirma que "é mais do mesmo": "A nomeação não é feita por acaso".

O sindicato entende ainda que a ministra da Justiça deve ponderar abandonar o cargo, porque segundo a avaliação que fizeram "já não há margem para continuar".