País

Costa foi apanhado em escutas telefónicas no caso do hidrogénio verde

TIAGO PETINGA

Presidente do Supremo Tribunal de Justiça mandou eliminar escutas, mas Ministério Público recorreu.

O primeiro-ministro foi apanhado acidentalmente em escutas telefónicas no caso do hidrogénio verde.

De acordo com o jornal Expresso, António Costa foi ouvido em conversas telefónicas com o ministro do Ambiente Matos Fernandes que era o alvo do Ministério Público.

As duas escutas, segundo fonte judicial citada pelo semanáro, foram mandadas destruir pelo presidente do Supremo Tribunal de Justiça. António Piçarra considerou que não tinham indício criminal relevante, mas o Ministério Público recorreu da decisão.

Agora será um juiz conselheiro a decidir se serão destruídas ou se se juntam ao processo em que estão a ser investigados João Galamba e Siza Vieira.

O secretário de Estado-adjunto e da Energia e o ministro da Economia ainda não foram constituídos arguidos. Serão suspeitos de favorecer um consórcio que pretende criar em Sines um projecto industrial de hidrogénio verde.

VEJA TAMBÉM: