País

Ex-bastonária dos enfermeiros pede processo disciplinar contra Ana Rita Cavaco

Diz que não está à altura do cargo que desempenha.

A ex-bastonária da Ordem dos Enfermeiros veio esta terça-feira reconhecer que Ana Rita Cavaco não está à altura do cargo que desempenha e espera que a Ordem abra um processo disciplinar contra a atual bastonária.

Num artigo de opinião, no jornal Público, Maria Augusta Sousa diz que Ana Rita Cavaco não tem qualquer respeito pela profissão nem pelos enfermeiros.

Maria Augusta Sousa foi bastonária dos enfermeiros até 2011, antes de Germano Couto, que passou o testemunho a Ana Rita Cavaco em 2016.

Enfermeira mais de 40 anos, não aceita que a atual bastonária tenha dito o que disse no Facebook, para criticar a vacinação. Um "comportamento inaceitável", escreve no artigo que o Público traz esta terça-feira e que a leva a, pelo respeito pelo legado da Ordem, a pedir desculpa aos que Ana Rita Cavaco tem ofendido, "sem respeito pela profissão e pelos enfermeiros" que trabalham diariamente.

Acredita que fala por milhares de enfermeiros e fica à espera que o Conselho Jurisdicional da Ordem dos Enfermeiros abra um processo disciplinar, sem que seja preciso apresentar uma queixa, e que haja consequências para a continuidade do mandato de Ana Rita Cavaco.

A atual bastonária, contactada pela SIC, fez saber que não reage a estas declarações.

No Facebook ainda correm as críticas à reação a uma crónica de Daniel Oliveira, depois de qualificar de "gorda fura filas" a presidente da Câmara de Portimão.

A publicação em que chama "esterco" ao comentador, diz que ganhou eleições com a maior votação de sempre e tem um mestrado, foi partilhado por deputados socialistas como Isabel Moreira, Tiago Barbosa Ribeiro, e que levou Ana Catarina Mendes a, no Twitter, falar em mesquinhez, indecência e má educação. Para a líder parlamentar do PS, Ana Rita Cavaco não dignifica a profissão.