País

Jovem de 21 anos assassinado no Algarve. Ministério Público chamou oito testemunhas

Tribunal de Portimão começou esta quarta-feira a julgar duas mulheres suspeitas de terem matado o jovem.

O Tribunal de Portimão começou esta quarta-feira a julgar duas mulheres suspeitas de terem matado um jovem, em março de 2020, no Algarve, a quem tentaram extorquir dinheiro que tinha recebido de indemnização pela morte da mãe.

As arguidas, uma enfermeira e uma segurança, estão acusadas pelo Ministério Público (MP) dos crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver, dois crimes de acessos ilegítimo, um de burla informática, roubo simples e uso de veículo.

O Ministério Público chamou oito testemunhas.

Nenhuma das duas arguidas tinha antecedentes criminais. A enfermeira de 24 anos que requereu a instrução do processo deverá falar esta quarta-feira, como relata o jornalista da SIC, João Tiago.

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros