País

Fotógrafo "Lisboeta Italiano" morre aos 26 anos 

André Miguel Dias Andrade morreu no passado domingo.

O fotógrafo português André Miguel Dias Andrade, conhecido como "Lisboeta Italiano", morreu no passado domingo, aos 26 anos, depois de sofrer uma paragem cardiorrespiratória enquanto fazia uma caminhada.

A notícia foi avançada nas redes sociais da plataforma "Colectivo PROMETEU", da qual o jovem fotógrafo foi um dos fundadores.

Na publicação, é feito um tributo ao "Lisboeta Italiano":

"E todos os tributos não serão suficientes para explicar o brilho que tu tinhas. Mas o teu brilho continua a viver em mim, como um farol a dizer que sou capaz de tudo, porque foste tu quem teve paciência para me mostrar isso mesmo."


Numa entrevista à TimeOut em 2017, André Andrade revelou que começou a fotografar desconhecidos, na LX Factory, em Lisboa, para um projeto de estágio, e acabou depois por focar-se na comunidade LGBTI. Um dos projetos que teve foi a criação do calendário da associação de desporto inclusivo Boys Just Wanna Have Fun (BJWHF).

O funeral de André Miguel Dias Andrade realiza-se em Santa Iria da Azóia, esta quinta-feira, às 14:45, informou à SIC fonte da família.

  • 16:26