País

Maquilhador profissional troca pincéis por teares

José Ribeiro

José Ribeiro

Repórter e Editor de Imagem

António Carreteiro comprou a última fábrica de mantas alentejanas com dois sócios.

António Carreteiro foi maquilhador durante 30 anos. Uma profissão que surgiu por acaso mas que logo se tornou numa paixão. Um mundo fascinante que continua, mas agora em segundo plano.

No início do ano passado, o destino juntou-o a mais dois sócios e compraram a Fábrica Alentejana de Lanifícios, em Reguengos de Monsaraz. Trocou os pincéis e as sombras pelas linhas e os teares. Hoje faz ele próprio vários artigos, inspirados nas mantas alentejanas clássicas.