País

Centro de Apoio ao Sem Abrigo. Pedidos de ajuda aumentaram 40% com a pandemia

Sobretudo de famílias que perderam o emprego.

Os pedidos de ajuda ao Centro de Apoio ao Sem Abrigo aumentaram 40% desde o início da pandemia. Chegaram sobretudo de famílias que perderam o emprego. Ao todo, o CASA apoia agora 1.864 agregados familiares.

No que diz respeito às pessoas em situação de sem abrigo, o aumento também foi significativo. O centro sinalizou mais 73% dos casos face aos números pré-pandemia. Canalizar a ajuda tem sido uma das dificuldades.

"Comida e roupa não faltam, o problema é que muitas vezes as pessoas não sabem o caminho para essa ajuda", explicou João Fernandes, vice-presidente do CASA.

Com as regras de confinamento e restrições à circulação o acesso aos cabazes alimentares diminuiu. Mas ainda assim, o número de refeições quentes distribuídas pelo centro de apoio aumento quase 23%.

Com a pandemia ainda por controlar, o CASA teme que estes números se agravem, e por isso todas as ajudas são bem-vindas. Uma forma de apoiar pode se através da consignação do IRS.

Veja também: