País

Orçamento do Estado 2022. António Costa afasta cenário de crise política

Primeiro-ministro enviou para o Constitucional três diplomas que alargam os apoios sociais.

António Costa afasta o cenário de um crise política e garante que a questão só se coloca se o Parlamento apresentar uma moção de censura ao Governo.

O primeiro-ministro anunciou na quarta-feira que o Governo vai suscitar, com caráter de urgência, a fiscalização sucessiva junto do Tribunal Constitucional dos diplomas sobre apoios sociais, no âmbito da pandemia de covid-19, aprovados pelo Parlamento e promulgados pelo Presidente da República.

O envio para o Constitucional dos três diplomas acontece a poucos meses de começar a negociar Orçamento do Estado de 2022.

O tema dos apoios sociais é central para a esquerda. Aliás, um dos argumentos do Bloco para ter chumbado o último Orçamento era o alcance dos apoios sociais.

  • Regresso ao futuro

    Opinião

    "Queremos assegurar que os novos líderes estão unidos por um conjunto de valores que torna claro que a liderança não é sobre ego" (David Simas, Presidente da Fundação Obama)

    Germano Almeida