País

Investigada alegada rede de tráfico de seres humanos de Marrocos para Portugal

DCIAP é o responsável pela investigação.

O Departamento Central de Investigação e Ação Penal foi chamado a investigar uma alegada rede de tráfico de seres humanos de Marrocos para Portugal.

Segundo o Diário de Notícias, a rota já foi identificada pela Organização Internacional para as migrações, mas a segurança interna continua a desvalorizar.

No último ano contabilizaram-se 97 desembarques na costa algarvia de migrantes marroquinos. Na passada segunda-feira, terão chegado mais 16. Destes, apenas três foram detidos pela PSP.

Ao jornal, o SEF não revela se sabe ou não do paradeiro destes mais de 100 migrantes.

Fontes envolvidas na investigação confirmaram ao Diário de Notícias que três marroquinos foram constituídos arguidos. Serão os responsáveis pelas viagens entre junho e setembro do ano passado. Estão indiciados pelos crimes de tráfico de seres humanos e auxílio à imigração ilegal.