País

China e Rússia suspeitas de ciberespionagem a Portugal

Em 2020, os crimes informáticos aumentaram 27% e cresceu também a ciberespionagem.

A China e a Rússia são suspeitas de fazerem ciberespionagem a Portugal. A informação foi avançada pelo jornal Público, sendo que o relatório de segurança interna mostra que este tipo de crimes aumentou no ano passado.

O relatório não revela que países poderão estar por detrás dos ataques, mas várias fontes ouvidas pelo Público indicam que se tratam da Rússia e da China.

A China é associada a busca de informações sobre saúde. Os ataques poderão estar ligados a instituições desta área que investigam terapêuticas e vacinas contra a covid-19.

Já a Rússia pretende, segundo as mesmas fontes, informações sobre o Estado português.

  • Regresso ao futuro

    Opinião

    "Queremos assegurar que os novos líderes estão unidos por um conjunto de valores que torna claro que a liderança não é sobre ego" (David Simas, Presidente da Fundação Obama)

    Germano Almeida