País

GNR resgata tartaruga leopardo africana em Pedrógão Grande

GNR

A tartaruga resgatada encontrava-se a vaguear pelas ruas de Vila Facaia, em Pedrógão Grande.

O Núcleo de Proteção do Ambiente (NPA) da GNR de Pombal resgatou, esta segunda-feira, uma tartaruga leopardo africana que se encontrava a vaguear pelas ruas de Vila Facaia, no concelho de Pedrógão Grande.

Foi depois do alerta dado por um popular, que o NPA se deslocou ao local e recolheu a tartaruga.

GNR

Este animal, com 40 centímetros de comprimento e dez quilos de peso, é de uma espécie protegida ao abrigo da Convenção do Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção (CITES), explica a GNR em comunicado.

A tartaruga foi entregue ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) do Centro, na Mata do Choupal, em Coimbra.

A GNR recorda ainda que esta é uma espécie invasora com poucos predadores naturais em Portugal e que se reproduz muito facilmente em estado selvagem, "podendo tornar-se um fator de ameaça para a sobrevivência das tartarugas autóctones, uma vez que estão a competir pelo mesmo alimento, e porque podem alterar a genética das restantes espécies".

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros