País

Doença potencia situações de pobreza 

As declarações do coordenador do estado "Pobreza em Portugal - Trajetos e Quotidianos".  

O desemprego, a doença e o divórcio são fatores que contribuem para a entrada numa situação de pobreza ou que impedem que se saia dessa condição, segundo o estudo "Pobreza em Portugal - Trajetos e Quotidianos".

O coordenador do estudo admite que não esperava que a doença tivesse uma influência tão grande na situação de pobreza.

Fernando Diogo sublinhou referir-se a doenças crónicas ou incapacitantes, como deficiência. Tal como a doença, dos próprios ou de familiares, é referida a morte de pessoas do agregado como fator que dificultou a trajetória dos entrevistados no âmbito do estudo ou que precipitou a entrada num contexto de pobreza.

Em entrevista à SIC Notícias, Fernando Diogo revela ainda que os trabalhadores em situação de pobreza têm um emprego estável e efetivo.