País

Queixas de abusos não chegam à Igreja. Em 2 anos foram denunciados 3 casos

Duas das queixas não originaram qualquer investigação. 

A Igreja portuguesa recebeu três denúncias de abusos sexuais desde que foram criadas as comissões para a proteção de menores. Dois destes casos nem sequer foram investigados.

As três denúncias chegaram às dioceses de Braga e de Bragança - Miranda. Em Braga, onde foram entregues duas queixas, a comissão nem sequer abriu qualquer investigação.

A terceira queixa, apresentada em Bragança, teve um destino diferente. Um jovem de 17 anos disse ter sido vítima de abusos de um padre. Pouco depois do caso ter sido divulgado em 2019, a comissão de proteção de menores afastou o sacerdote das suas funções.

A criação das comissões foi recomendada pelo Papa Francisco depois de vários escândalos relacionados com abusos cometidos por membros do clero. Uma das primeiras comissões foi criada há dois anos, em Lisboa.