País

Administrador judicial envolvido em crime

Duas pessoas suspeitas de se apropriarem de 4 milhões de euros.

A Polícia Judiciária deteve duas pessoas suspeitas de se apropriarem de 4 milhões de euros da massa insolvente de uma sociedade sediada nos Açores. Uma delas era o administrador judicial do processo.

Os detidos, um homem de 55 anos e uma mulher de 75, são suspeitos da prática dos crimes de peculato, falsificação de documento e branqueamento.

Depois de presentes a um juiz, um dos suspeitos do crime acabou mesmo em prisão preventiva.

O processo está agora nas mãos do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) Regional de Lisboa.