País

Imigração em Portugal. "Empresas têm de garantir condições de trabalho e habitação"

Entrevista SIC Notícias

Pedro Neto, diretor executivo da Amnistia Internacional, na Edição da Tarde. 

O diretor executivo da Amnistia Internacional diz que o caso da imigração ilegal em Odemira não é "um caso único", apontando também para as regiões do Oeste e Lezíria.

"Estas pessoas não têm covid-19 por serem imigrantes, têm covid-19 por viverem e trabalharem em condições indignas e miseráveis", realça.

Em entrevista na Edição da Tarde da SIC Notícias, Pedro Neto disse temer que o problema se tenha agravado nos últimos anos.

Referiu também "a melhoria nos contentores", onde habitam os imigrantes, permitida numa resolução de Conselho de Ministros, em 2019. No entanto, o responsável salienta que são uma "solução temporária que perdura no tempo" e se torna "quase definitiva".

O diretor executivo da Amnistia Internacional considera que tem de haver uma resposta integrada do Governo e das empresas.

"Tem de haver responsabilização das empresas, têm de garantir as condições de trabalho e habitação a estas pessoas", acrescenta.