País

PJ detém 17 pessoas por fraude com MBway

As autoridades acreditam que o grupo burlou centenas de pessoas através da aplicação.

Foram detidas, esta quarta-feira, 17 pessoas por suspeitas de fraude com MBway. Em causa estão centenas de crimes de burla, falsidade informática e acesso ilegítimo.

Por norma, os criminosos escolhem as vítimas em páginas de internet onde as pessoas têm artigos para venda. Contactam-nas a manifestar interesse e não costumam pôr objeções nem exigir qualquer tipo de garantiam. Disponibilizam-se para pagar utilizando o MBway e, na conversa, percebem se as vítimas conhecem bem a aplicação.

As vítimas são induzidas a irem a um multibanco, a aderirem ao MBway e associar a sua conta ao telemóvel ao autor do crime que passa a conseguir ter acesso às contas.

As autoridades acreditam que era assim que agiam as 17 pessoas que foram detidas esta quarta-feira – 11 homens e seis mulheres. São suspeitos de centenas de crimes de burla informática agravada, falsidade informática e acesso ilegítimo.

Depois de meses a investigar casos de fraude com recurso ao MBway em várias zonas do país, a Polícia Judiciária, num inquérito tutelado pelo Ministério Público de Estremoz, fez 18 buscas domiciliárias, com a colaboração da PSP e da GNR.

Terão sido centenas as vítimas deste grupo. As autoridades apreenderam ainda bens relacionados com a prática criminosa, adquiridos ou não de forma ilícita. Os detidos serão presentes a primeiro interrogatório judicial, onde irão conhecer as medidas de coação.