País

CDS quer manter corridas de touros na RTP e contrariar a "política de gosto"

Dani Cardona / Reuters

Partido mostra-se contra a "tutela política" a ditar "uma política de gosto".

A bancada parlamentar do CDS-PP questionou esta quinta-feira o Governo sobre o eventual fim das transmissões televisivas de corridas de touros nos canais públicos da RTP, mostrando-se contra a "tutela política" a ditar "uma política de gosto".

"Vai, ou não, a RTP respeitar a obrigação de serviço público de rádio e de televisão abrangente, diverso e de qualidade para todos os cidadãos, e continuar a dar à tauromaquia o espaço televisivo a que tem direito, enquanto parte integrante do património cultural português?", é a primeira pergunta colocada no requerimento democrata-cristão.

Os deputados centristas questionam ainda o Ministério da Cultura sobre se "vai o contrato de concessão permitir a devida liberdade editorial e de programação ou vai a tutela política condicionar essas escolhas de acordo com uma política de gosto?"

O contrato de concessão da RTP e as suas obrigações de serviço público, assinado em 2015 por 16 anos está em discussão pública para uma primeira revisão.

O jornal diário Público noticiou recentemente que o referido contrato defende que a programação da RTP deve respeitar o "bem-estar dos animais" e a "sustentabilidade ambiental".

O secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Média, Nuno Artur Silva, já declarou que a transmissão televisiva de corridas de touros é incompatível com aqueles deveres da RTP.