País

Marchas Populares de Lisboa canceladas pelo segundo ano consecutivo

Lusa

A Câmara Municipal de Lisboa diz que o que motivou a decisão foi a situação pandémica que o país atravessa.

A Câmara Municipal de Lisboa informou que as Marchas Populares, que habitualmente decorrem no mês de junho, não vão realizar-se. É o segundo ano consecutivo que o tradicional desfile não sai à rua.

A autarquia sublinha que o que motivou a decisão foi a situação pandémica que o país, e o resto do mundo, vivem atualmente.

Em comunicado, informa que está ciente do impacto económico, social e emocional "nas famílias e comunidades diretamente envolvidas, que provoca a não realização deste momento ímpar na vida cultural da cidade".

Como forma de compensação, a Câmara Municipal de Lisboa vai atribuir, a cada entidade organizadora das Marchas, o valor de 15 mil euros (metade do subsídio habitual).