País

As sete vezes que Eduardo Cabrita esteve em risco mas Costa segurou-o

Os festejos do sporting e a atuação em Odemira são as polémicas mais recentes a envolver o ministro da Administração Interna.

O primeiro-ministro, António Costa, diz que tem "um excelente ministro da Administração Interna" e mantém a confiança no homem que tem estado envolvido em polémicas desde 2017, quando entrou no Governo para substituir Constança Urbano de Sousa.

Os festejos do Sporting e a atuação em Odemira são as mais recentes, que já levaram vários partidos a pedir a demissão de Eduardo Cabrita.

Mas o primeiro-ministro segura-o no Governo, como já tinha feito no ano passado, depois da morte do cidadão ucraniano Ihor Homeniuk nas instalações do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, no aeroporto de Lisboa.

Fez o mesmo um ano antes, com a polémica das golas antifumo que, afinal, eram inflamáveis.

O ministro da Administração Interna foi ainda protagonista de um braço-de-ferro com os bombeiros, por causa da reforma da proteção civil; viu-se obrigado a explicar a frota, que continua parada, de helicópteros Kamov do Estado para combate a incêndios; e herdou da antecessora a polémica sobre as falhas do SIRESP nos incêndios.

  • 1:21