País

Poucos peregrinos e ausência de estrangeiros prejudicam negócios em Fátima 

Comércio e hoteleira muito afetados.

Sem estrangeiros e com poucos peregrinos, o setor do comércio e hotelaria em Fátima atravessa uma grave crise.

Para quem está habituado a ver as ruas cheias, Fátima está muito diferente nestas celebrações do 13 de Maio. O ano foi marcado pela pandemia de covid-19 e a falta de turistas é umas das principais dificuldades na recuperação.

Os hotéis estão com uma ocupação a rondar os 30%, quando, habitualmente nesta altura do ano, estão totalmente cheios.

  • 1:21