País

Operação "Onda Partilhada". Um detido e 7 arguidos por burla e falsificação

Em causa está um esquema que passava pela comercialização e retransmissão ilegal de conteúdos televisivos codificados pagos.

Um homem foi detido e outros sete foram constituídos arguidos pela prática continuada dos crimes de violação de direitos do autor, burla informática agravada e falsidade informática, na operação "Onda Partilhada", levada a cabo pela Polícia Judiciária (PJ).

Em causa está um esquema que passava pela comercialização e retransmissão ilegal de conteúdos televisivos codificados pagos, conhecido por "card sharing" ou "air-sharing".

Em comunicado, a Polícia Judiciária informa que os arguidos conseguiam criar e manter uma atividade mercantil do acesso, descodificação e posterior difusão ilícita, de conteúdos televisivos, provocando lesão patrimonial elevada nos operadores qualificados e licenciados para o efeito.

"Foi apreendido um conjunto vasto de meios informáticos, essenciais à infraestrutura da prática dos crimes em investigação, cujo exame permitirá delimitar a atividade criminosa e identificar os intervenientes que beneficiaram desta prática criminosa", refere o comunicado.

Segundo a PJ, o detido tinha um papel central na organização, ao garantir a manutenção da rede que atuava numa extensa área no centro do país. O homem vai ser presente a primeiro interrogatório judicial, para aplicação das medidas de coação.

  • 1:57