País

Socialistas votam hoje e sábado para eleger o secretário-geral

Manuel Fernando Araújo

Por via eletrónica votaram já mais de 15 mil inscritos.

Cerca de 62 mil socialistas votam esta sexta-feira e no sábado de forma presencial para escolherem o secretário-geral do PS, num ato eleitoral que começou no passado dia 11 por via eletrónica.

Além da eleição do novo secretário-geral, que é disputada entre o atual líder, António Costa, e o dirigente socialista Daniel Adrião, os militantes, simpatizantes registados neste partido e membros da Juventude Socialista com mais de 18 anos estão ainda eleger cerca de 1300 delegados ao Congresso Nacional do PS, que está marcado para os dias 10 e 11 de julho.

Um congresso que, por causa da pandemia da covid-19, se realizará em 13 locais distintos do país e em espaços que terão de assegurar o cumprimento das normas de distanciamento social impostas pela Direção Geral da Saúde (DGS).

Segundo fonte socialista, por via eletrónica, na passada sexta-feira, votaram já mais de 15 mil inscritos, o que representa uma taxa de participação na ordem dos 25%.

Quem não recorreu à votação eletrónica, por eventual problema técnico, ou por opção, vai ter a oportunidade de votar presencialmente na sexta-feira e no sábado, consoante a federação a que o militante ou simpatizante registado pertence.

Hoje vão votar de forma presencial os socialistas das federações dos Açores, Aveiro, Baixo Alentejo, Bragança, Évora, Área Urbana de Lisboa (FAUL), Oeste, Leiria, Madeira, Portalegre, Viana do Castelo e Vila Real.

No sábado, último dos dois dias de votação presencial, votam os socialistas das federações do Algarve, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Porto, Santarém, Setúbal e Viseu.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Comissão Organizadora do Congresso (COC), o deputado Luís Graça, disse que "os cadernos eleitorais vão estar nas secções do PS, assinalando quem já votou eletronicamente".

"Fechada a urna, o presidente de cada secção - só ele tem conhecimento do resultado da votação eletrónica da sua secção - fará a ata com o somatório da votação eletrónica e em urna", explicou Luís Graça.